Pages

PÉROLA

Enfim, quando este mundo evaporar,
Em brumas de distâncias e chegadas,
E a noite do meu sonho despertar
Em lua clareando a longa estrada...


Ali, caminharemos sem destino,
Quais anjos fugitivos, flutuantes;
E a eles cantaremos nossos hinos
De acordes coloridos e distantes.


Mas antes do momento após a vida
Preciso te encontrar, enfim, querida,
Teus olhos que marejam no horizonte...


Ali, buscar-te à noite mais antiga,
Na pétala do sonho que te abriga,
A gota deste orvalho em que te escondes.

Emerson Batista

Nenhum comentário:

Instagram