Pages

Onde Nasce o Azul


     A primeira lembrança em cores que tenho foi de um desfile de carnaval. Os foliões desciam pela rua principal da cidade dançando entre confetes e serpentinas. Eu acompanhava tudo nos ombros de meu pai, encantado e apavorado com os mascarados e palhaços. Alguns tinham nariz quase maior que o rosto, um sorriso desenhado que parecia protegê-los contra a tristeza. As fantasias eram bordadas com paetês coloridos, de modo que a luz refletia e se espalhava. A música, ou o ruído, tremia meu corpo todo e parecia que não deixava ninguém parado. Uma gente feliz à toa. Vinham sorrindo perto da calçada onde o povo se aglomerava para vê-los passar. Alguns faziam malabares, outros simulavam fazer mágica. Assim, desde pequeno eu começava saber que alegria era coisa rara; tinha até desfile.

     Subitamente, notei um palhaço azul brilhante. Ele se aproximou da corda que separava o público do desfile. Era como se um artista pulasse de dentro da televisão:

     - Vem aqui, menino! Vamos dançar! É festa!

     Ele não esperou minha resposta.

     - Vai, filho. Falou minha mãe, apressada.

     Tentei me segurar em meu pai. Puxei-lhe os cabelos e quase lhe furei os olhos. Em vão. Fui logo levado entre os foliões. Eu só parava de chorar enquanto procurava meus pais para onde direcionar meus apelos. Vendo que eu me desesperava, rapidamente o palhaço me devolveu à plateia. Todos riam, eu chorava. Muitas pessoas não entendem que a festa é dentro da gente que tem que ser; tem festa dos outros que pra gente é tortura.

     - Filho, não chora não, é carnaval. Olha lá o palhaço!

     Minha mãe me pegou no colo e chacoalhava como quem soubesse dançar e consolar ao mesmo tempo. Mães não sabem consolar e a gente não entende a dança delas. Só de raiva, fechei os olhos e fingi dormir. Criança dormindo nunca era acordada para caminhar. Vim acordado de olhos fechados, lembrando o desfile de carnaval. Trouxe o azul comigo.

Emerson Batista

7 comentários:

Du disse...

Gostei e visualizei a cena como num filme, muito bom! Eu adoro azul, é minha cor favorita! Até fiz um texto falando que a cor do amor é azul... rsrs

Beijos! (sou meio desligada e só hoje soube do teu blog)

sulloa disse...

colorido bonito

Flá =] disse...

Gostei do teu texto!
Também não sabia da existência do teu blog, pois te 'conheço' do twitter.
Parabéns! Espero poder passar recber mais notificações no twitter e ver mais coisas escritas por você.

Vampira Dea disse...

Criança passa ppr cada uma que ninguém entende, nem sempre coisas coloridas são alegres. Me lembro quando bem pequena meus pais me levaram a um parque e tentaram me convencer a entrar no pula -pula num instante de indecisão vi duas crianças se chocarem feio, tomei minha decisão e nunca entrei num brinquedo desses... Até outro dia que venci meu medo e participei de um futebol de sabão... Quanto aos palhaços apesar de trabalhar com muitos tenho medo até hoje.

Rosângela Monnerat disse...

E lá vem o azul. A cor "blue", que não sei por que, é atribuída aos meninos.
Concordei com você do princípio ao fim.
Aquela criança assustada estava também em mim.
Na minha porta, olhando o palhaço atrás daquela cara esquisita, desenhada num sorriso tão grande que parecia sorriso de um gigante, assustador. Aquele mesmo, que eu sonhara na minha janela, a me espiar, pela vidraça.
Não sei o que dá na cabeça dos adultos no Carnaval!
Esquecem que o medo é da fantasia, e perdem de vez o senso comum.
O palhaço, aquele da máscara que é feita de tela, que esconde mais do que revela, deste não sei de criança que goste de cara, de supetão.
Ainda que hoje sejam menos frequentes do que já foram um dia, ainda assim, acho que convém que os papais e mamães se lembrem de que estas fantasias são da mais temida realidade. É como um convite a loucura pintada de festa.
Quanto ao azul, meu querido poeta, é nosso!
Bj!

andreiaborba disse...

Querido, passa lá no meu blog que tem uma brincadeirinha p/ vc...
Abraços,
Déia

Daniella Caruso Gandra disse...

Muito legal!! Eu, já tinha pavor dos bate-bolas. Mal participava das festinhas no Clube do Flamengo por causa deles. Hahahaha!!

Instagram